Diversas espécies pertencentes à Ordem Coleóptera são causadores de prejuízos econômicos danificando as madeiras e seus derivados. Conhecidos como broca de madeira, cuja forma adulta é identificada como besouros, possuem o aparelho bucal tipo mastigador, dotadas de mandíbulas robustas e fortes, com dois pares de asas, sendo um par modificado em élitros para proteger o seu abdome.

A forma adulta apresenta características corporais variadas, com a tonalidade do corpo podendo ir de marrom ao preto.

As brocas de madeira são insetos holometábulos (aqueles que passam por completa metamorfose), com as fêmeas adultas depositando seus ovos em galerias desobstruídas e pequenas frestas, formando um novo ciclo de infestação.

Algumas espécies verificam o teor de amido na peça de madeira antes de depositar seus ovos. Madeiras de pinus suscetíveis a cupins e algumas espécies de brocas são resistentes por exemplo aos besouros da família dos Lictídeos por apresentarem baixo teor de amido.

A popularidade vivida pelo Aedes, acabou ofuscando algumas ações que sistematicamente eram realizadas para combater o Culex. Em muitas cidades, sejam metrópoles ou não, um dos sonhos de consumo da população, principalmente a que vive junto a canais e áreas ainda mais sofridas do ponto de vista sanitário, é acabar com o pernilongo ou muriçoca (Culex Quinquefasciatus).

Não são insetos sociais, porém várias larvas podem ocupar o mesmo local. Normalmente na fase larval são os maiores causadores de prejuízos, podendo danificar a área de preservação na fase adulta ou em ambas as fases. Ataques de brocas são confundidos com ataques de cupins de madeira seca. Normalmente percebemos o ataque das brocas no período que os adultos saem da madeira, quando observamos pequenos orifícios com o resíduo de serragem ou pó de broca. Agora você já sabe.

Pó fino é igual a resíduo de brocas, conhecidas no nordeste como “Polias”, o pó mais “arenoso” que é possível sentir seus grânulos nas mãos, trata-se de fezes de cupins.

Algumas espécies de brocas de madeira da família Bostrichidae infestam a madeira ainda com alto teor de umidade, mas conseguem completar seu desenvolvimento na madeira seca. Assim é comum observarmos infestações no alburno, em madeiras de construções novas, causando muito transtorno e em alguns casos ações judiciais indenizatórias.


Ciclo biológico resumido:

O tempo de desenvolvimento de ovo a adulto a depender da espécie é, em média, de 10 a 14 dias. As fêmeas adultas podem viver de um a dois meses. Após sugar sangue, necessário à maturação dos seus ovos, a fêmea irá depositar os ovos em alguma coleção de água. Dos ovos eclodem larvas que passam por 4 estágios antes de se tornarem pupas, que em dois dias, se transformam em adultos. Há outras informações relevantes na área dedicada ao controle de mosquitos.

Algumas medidas preventivas já bem difundidas:

– Manter bem tampados caixas d’água, poços, tambores, cisternas e outros depósitos de água.
– Não deixar acumular água em pratos de vasos de plantas e xaxins. Materiais em desuso… Escová-los com bucha e sabão, pois as fêmeas de Aedes aegypti depositam seus ovos nas paredes do recipiente e o simples esgotamento da água não elimina os ovos dessa espécie.
– Remover a água de calhas e lajes do imóvel.
– Descartar apropriadamente no lixo copos descartáveis, tampas de garrafa, latas e quaisquer outros materiais que possam acumular água.
– Não deixe pneus ao relento. Eles acumulam água e são criadouros preferenciais de mosquitos da dengue.


ANOBÍDEOS
Infestam madeiras secas e antigas, e comumente causam prejuízos em acervos naturais, bibliotecas e museus; causando danos em capas e interiores de livros e outros produtos de origem vegetal. Grãos e produtos armazenados (frutas secas, pão, barrinhas de cereais, chocolate, entre outros), animais taxidermizados, insetos em coleções entomológicas, são alvos de danos.
LICTÍDEOS

Os lictídeos se caracterizam por seus ataques preferencialmente no alburno das madeiras que contem maior teor de amido, tolerando madeiras com baixo teor de umidade.

Normalmente é associado com a presença de um pó bem fino semelhante ao talco, que expelem quando o adulto emerge para formar um novo ciclo.

Serviços
Contando com técnicas e equipamentos de ponta, oferecemos a melhor solução para controle, manejo e prevenção contra pragas e higienização de reservatórios do mercado, garantindo efetividade com baixo impacto ambiental.
 

Atendimento em todo o estado da Bahia

Feira de Santana, Itabuna, Vitória da Conquista, Teixeira de Freitas, Juazeiro